anuncio_recanto-do-sertão
anuncio_gnet
anuncio_forno-de-barro
anuncio_baratãodoaçõ
Banner
Home / Notícias Sociais / RESERVAS HÍDRICAS DO RIO GRANDE DO NORTE ESTÃO COM 21,32% DA CAPACIDADE TOTAL

RESERVAS HÍDRICAS DO RIO GRANDE DO NORTE ESTÃO COM 21,32% DA CAPACIDADE TOTAL

O Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN) monitora 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos de água, responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares. Destes, atualmente 8 estão em volume morto, o que corresponde a 17,02% do total. Já os mananciais secos são 8, em termos percentuais, 17,02% dos açudes potiguares monitorados.

As reservas hídricas totais do estado, que correspondem a 4,411 bilhões de metros cúbicos, atualmente correspondem a 940,796 milhões m³, em termos percentuais, 21,32% da capacidade total de armazenamento dos mananciais do RN

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório potiguar, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente está com 484,475 milhões de m³, ou 20,19% de sua capacidade total de acumulo de água.

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 600 milhões de metros cúbicos, está com 132.484 milhões de m³, correspondentes a 22,09% do total de armazenamento do reservatório.

ARMANDO-RIBEIRO-GONÇALVES-1280x640

O açude Umari, em Upanema, com capacidade para 292 milhões de m³, está acumulando 100.155 milhões de m³, correspondentes a 34,2% do total de água que o reservatório pode acumular.

As recentes chuvas no interior do estado fizeram que alguns reservatórios mantivessem seus níveis próximos dos apresentados no início do ano, alguns com acréscimo de volume, porém o panorama geral se manteve com redução nos volumes totais das bacias hidrográficas. Os mananciais que mais receberam água foram: Marcelino Vieira, que no último dia 7 de janeiro estava com 49,08% da sua capacidade e agora está com 56,64%; Encanto, que estava com 65,88% e agora está com 78,83% e Beldroega, que estava com 47,14% e agora está com 51,76%.

Entre os açudes em volume morto estão: Pilões, com 2,35% da sua capacidade; Malhada Vermelha, com 10,22% do seu total de acúmulo; Rio da Pedra, com 17,26% da sua capacidade; Itans, com 1,70%; Zangalheiras, com 0,95%; Esguicho, com 0,10% e Bonito II, com 1,87% da sua capacidade total.

Os reservatórios secos atualmente são: Santana, localizado em Rafael Fernandes; Cruzeta, no município de Cruzeta; Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari; Dourado, em Currais Novos; Santa Cruz do Trairi e Inharé, ambos em Santa Cruz; Trairi, em Tangará; e Japi II, em São José do Campestre.

Chuvas baixam de intensidade, mas continuam no interior do RN

Depois de um final de semana de muita chuva em todo o interior do Rio Grande do Norte, as últimas 24 horas foram de chuvas com pouca intensidade.

De acordo com o serviço de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), foram registradas chuvas em apenas seis dos 177 postos de monitoramento.

O maior volume de chuva ocorreu em São José do Sabugi na região Central do RN, onde choveu 22 milímetros. Em São Rafael, na região Oeste, foi registrado o volume de 16,3 milímetros. Nas demais cidades onde foram registradas chuvas o volume ficou abaixo dos 10 milímetros.

De acordo com o pluviômetro instalado na Emater, o município de Jucurutu, no interior do RN, já acumulou 331,30 milímetros de chuva somente em janeiro de 2019. Os números mostram que janeiro de 2019 já superou o mesmo período de 2018. Na tarde da segunda (28), uma chuva de 98 milímetros provocou a sangria de uma barragem no município de Jucurutu. *De Fato

Sobre Marcos Almeida

Marcos Almeida

Veja também!

ATENDIMENTOS – COMPLEXO HOSPITALAR CIED.

Atendimentos – complexo hospitalar CIED.